quinta-feira, 26 de agosto de 2010

1º Jantar dos Amigos da Terra

Conforme combinado, realizou-se no passado dia 19, 5ª feira pelas 20.00 horas aquele que foi o 1º Jantar dos Amigos da Terra.

A ementa foi a seguinte:
Entradas: linguiça assada, presunto com melão, bolos de bacalhau e queijo.
Prato: posta, batatas, arroz e salada.
Bebidas: vinho branco e tinto, refrigerantes e água.
Sobremesa: mousse de pêssego, pudim, fruta e queijo.
Café
Preço: 15 vilariças

Após o alegre e saudoso reencontro lá fora, fomos entrando e sentando-nos onde cada um quis. Aquela hora até pareceu um pouco cedo, mas acontece que o Sr. Morais assim o preferiu, isto porque, aquando da marcação do jantar e vendo tantos amigos juntos, temeu que nos esticássemos na conversa até às tantas. Sendo festa nos dias seguintes e calculando todos os seus afazeres, tornou-se compreensível.
Um jantar, onde inicialmente se esperavam entre 12 a 15 amigos, apareceram 37, excedendo-se todas as expectativas. Alguns não foram porque não puderam, outros porque não quiseram e outros ainda alegaram que não sabiam. Foi ponto assente desde o ínicio que seria um jantar aberto e não iria funcionar por convites. Lançou-se a ideia, marcaram-se datas, combinaram-se as coisas e quem quis apareceu. E assim será.
Terminadas as entradas, fez-se uma ronda por todos os convivas de modo a captar todo o ambiente que ali se vivia, evitando que alguém ficasse de fora das fotografias.

Alguns conterrâneos emigrantes que se encontravam na aldeia, não quiseram perder a oportunidade de também participar neste acontecimento, aproveitando assim para matar saudades dos amigos. Nota-se que alguns deles têm igualmente saudades da terra, mostrando-se interessados em receber notícias do blog, fornecendo para isso o seu endereço electrónico.

Foi bom apreciar algumas relações intergeracionais, em que os filhos acompanharam alegremente os seus pais. Seria saudável cultivar este espírito para assim fortelacer este apego à terra e não deixar perder os elos de ligação que a ela nos liga.

O jantar poderá também contribuir para fortalecer as ligações familiares e uma vez que, sendo alturas de festa, será sempre mais um momento oportuno para esse fim.
Por falar nisso, e uma vez que se discutiu a adequabilidade da data, muitos foram os que acharam a 5ª feira antes da festa, como o dia mais apropriado para a realização do jantar.
Se o jantar serve para o encontro de amigos, neste caso funcionou na perfeição, pois tive a oportunidade de rever um amigo que já não via há uns bons 10 anos. E ainda filhos de amigos nossos. Bonito!

E amigos de sempre!

E o amigo mais velho do jantar. Nunca se manifestou, mas desde sempre acreditei que não iria faltar. Pudera! Passar um jantar rodeado de 36 sobrinhos.

E o amigo mais novo do jantar.O Miguel que resitiu estoicamente quase até ao fim.

Tio e sobrinha. Duas presenças imprescindíveis. É obvio!

Um brinde pela amizade.

Como se pode ver, quase que enchemos a sala do restaurante. E outra coisa não nos restou a não ser conversarmos, rirmos e divertirmo-nos.

O Grande Amigo que, logo desde o início, confirmou a sua presença. Embora também tivesse estado presente, fê-lo do lado de lá, isto é, andou a servir-nos, pois houve uma falha no pessoal do restaurante e como não é pessoa de dizer que não, tratou de ajudar o Sr. Morais.
Um grande brinde ao Nando.
E o jantar foi decorrendo sempre bem disposto e animado.

E finalmente, aquele que foge da objectiva como o diabo da cruz, desta vez lá se compôs e daí resultou esta pose, grave, séria e triunfante.

Em termos de conclusão e como balanço final, parece não ter havido falhas. Notou-se uma enorme alegria nas pessoas presentes, com grande vontade de estar e orgulho de ter participado no jantar. Parece ter ficado assente, que seria uma ideia para continuar e convencidos de que para o ano seremos ainda mais. Mais tarde, e conforme conversado, será colocada aqui no blog uma caixa de sugestões, onde quem quiser, poderá contribuir com as suas ideias para a realização do jantar do próximo ano.

Resta-me ainda acrescentar, porque quase que me esquecia: os amigos Acúrcio, Ferreira, Luis Carteiro e Jorge Estica não puderam estar presentes mas comunicaram-no antecipadamente. Além de o terem feito, pediram ainda para enviar cumprimentos a todos os presentes. Como não houve oportunidade de o fazer, aqui ficam os cumprimentos desses amigos que, com muita pena nossa não nos puderam acompanhar. Outras oportunidades virão. Há mais dias do que chouriças.


5 comentários:

botelha menina disse...

:(
aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii da-m vontade de partir qualquer coisa nao pude ir :( se nao era mais uma do cla botelho para ajudar a festa hahahah

gostei das fotos :p

os meus manitos tava lindoes como smp hehehe

seródio disse...

pois é botelha-menina, pró ano já sabes quando hás-de marcar as férias ... e o clã botelho esteve muito bem representado sim senhor, mas obviamente que tu ajudavas ainda mais à festa.

bjinho

Elisabete disse...

Gostei imenso do convivio!
Foi optimo estar com todos.
Deu para matar saudades e relembrar alguns dos velhos tempos.. quando eramos jovens sem prejudicios.. :)
Obrigada!

duarte disse...

foi bom. excelente mesmo.
havia já algum tempo que não se reunia tanta gente em volta de causa alguma.
matei algumas saudades, vi sorrisos abertos, sem reservas, vontade de estar e repetir a dose, ouvi sugestões, foi bom amigos e amigas.
A simplicidade dos momentos limita-se a estar sem reservas.
abraço daqui.
(tinhas mesmo de publicar a foto " ó azeiteiro"?!! :).

Anónimo disse...

tavas lindo gajo bom :P, esse olhar hummmmmmmmmmm

beijos da gaja boa ;)