sexta-feira, 22 de março de 2013

Postal antigo de Santa Comba
 
 
A curiosidade aliada às pontencialidades da internet pode resultar nestas coisas.
Numas andanças pelo OLX, veio a ideia de pesquisar no motor de busca o nome da nossa aldeia.
E qual não foi o espanto, quando apareceu a imagem de um postal antigo de Santa Comba pelo preço de 2,50 euros já com portes incluidos. Sem hesitações, toca logo de encomendar esta maravilhosa relíquia posta à venda por um alfarrabista de Caldas da Raínha.
No seu verso, só tem a legenda de Cruzeiro historiado, não indicando, lamentavelmente, a sua data. Não vou sequer atrever-me a referir o que quer que seja quanto à sua idade, mas se ainda não se veem lá casas das quais eu me lembro desde sempre, esta imagem já terá uns aninhos bem bôs!
 
manel zé

6 comentários:

Saúl disse...

Um achado... sem dúvida!
As fragas, no fundo, não enganam!
A erosão do tempo não apaga certas imagens...

Anónimo disse...

Espectáculo!

Vou andar mais atento ao OLX!
Já tinha feito várias vezes essa pesquisa, mas nunca com um resultado como este.
Certamente existirão mais.
Antigos, porque actuais penso que infelizmente nem existem.

Renato Neves

monge disse...

Exatamente, Saul. A nossa fragada com a sua beleza rude!

manel zé disse...

Pois é, Renato. Com certeza que devem existir mais destes postais antigos dos outros cruzeiros. Pode ser que ainda venham ao de cima. Como aparaceu este ...!

Abraço!

paulo teixeira disse...

não sei se é do meu tempo de escola se não a vez k tive o professor aires ou no ano k toda a escola chumbou eu mais 7 alminhas da quarta classe mais toda a criatura da terceira classe
lembro como se fosse hoje a autopsia k fizemos eu e a maria honrada a um pássaro vivo ( não me orgulho disso pelo contrario tal acto só se justifica pela paixão por national geografic k tinha na altura hoje em dia eu e o alvaro teríamos ido ao psicólogo " talvez nos tivesse feito bem!")

manel zé disse...

Ó puto, do teu tempo de escola não é de certeza!
Tu vês lá a casa do teu Ti Álvaro? Pois não, não vês. Pelo que me contaram, a casa dele deve ter sido feito pouco antes de termos nascido, por isso ...
Agora, quanto ao estripar o pobre do pássaro vivo, nos dias de hoje de certeza que não vos livraveis de uma estadia no Conde Ferreira. O que vos teria feito bem, de certeza!
E pelo que sei, não foram só os pássaros. Acho que nem as rãs e os peixes-cabeçudos escaparam à vossa curiosidade de medecina legal.
Abraço!