sábado, 19 de março de 2011

Património histórico

Numa das muitas deambulações que costumo fazer pelas ruas da nossa terra, encontrei este magnífico pormenor. Nunca tinha visto o eixo de uma carroça a servir de padieira a uma porta. Tenho várias fotografias em que as padieiras são traves de madeira, agora com eixo só conheço esta. Curiosamente, se caminharmos com tempo e olharmos com calma, apercebemo-nos que a nossa terra é riquíssima em pequenos pormenores históricos, que nos ajudam a perceber melhor a realidade de outros tempos. E será com tempo, que terei imenso prazer em partilhar com todos, todo o património que fui recolhendo e os pormenores que mais me impressionaram

Lembro-me de ter falado com um conterrâneo, também interessado por coisas da aldeia, sobre este pormenor. E fiquei surpreendido quando me disse que havia muitos mais como este. Não o desmenti, pois eu só conheço este.
E lá continuamos a falar da riqueza do vasto património da nossa aldeia. À medida que íamos diversificando o tema do património, ele ia-me dizendo: "- Quem tem muito coisa sobre isso é fulano ..."; "-Quem sabe muito disso é sicrano ...". E por aí fora.
É óbvio que isso não me surpreendeu de todo. O que mais me surpreende é que não se queira partilhar, objectivo único e primordial deste espaço.
Agora que ultrapassamos as 10.000 visitas, até poderia ser altura de fazer um balanço, uma vez que a própria estatísca do blog permitiria tal coisa. Contudo, julgo que não será necessário, visto que os números falam por si. Se há pessoas interessadas em visitar-nos e se há vontade de partilhar, prossigamos.
Para concluir, e a meu ver, julgo que um património histórico que não é utilizado, é um património votado ao abandono.

2 comentários:

Anónimo disse...

e julgas bem.
não estou a ver onde possas ter sacado esta imagem, vou andar mais atento.
monumentos? contu mil!

seródio disse...

esta imagem é uma porta é a porta de um palheiro na Santa Rita ... devemos andar atentos para perceber a almada gente ;)