quinta-feira, 29 de abril de 2010

Ano de 1750



Suponho que é essa a leitura que se pode fazer da data inscrita nesta padieira.

Como diria um amigo meu "para encontrar, é preciso andar distraído".

Obviamente, que esta é uma data que se percebe bem quem por lá passa. No entanto, existem na nossa aldeia muitas outras datas mais discretas que esta e que, para as encontrar, teremos que olhar com alguma atenção para as descobrir.

Pelas deambulações que vou fazendo pela aldeia, e "balongueiro" como sou, lá vou encontrando algumas datas em diversos sítios. E após ter recolhido umas dezenas delas, lembrei-me de que seria um interessante exercício de memória, propor aos nossos conterrâneos que as tentem identificar.

Aqui fica o desafio ...

2 comentários:

cantoneira disse...

oy, Seródio, esta é fácil, é a padieira da casa da Dona Angelina

seródio disse...

Boa, cantoneira ... acertaste em cheio.
Esta realmente era fácil.